Naoki Higashida: A Voz de um Jovem sobre o Silêncio do Autismo


Naoki é um escritor japonês, de 29 anos, que utiliza uma prancha alfabética para escrever seus livros e textos. O uso da prancha alfabética se faz em decorrência de seu autismo não verbal.


“Para viver como um ser humano nada seria mais importante do que a capacidade de me expressar.” Esta frase é de seu primeiro livro publicado em mais de 30 idiomas, com apenas 13 anos de idade. Ele é autor do bestseller O Que Me Faz Pular, lançado no Japão em 2007 e traduzido para o português em 2014.


Em 2021 foi lançado um filme, carregando o nome do seu livro (The Reason Way I Jump), baseado em seus relatos. A mensagem principal que Naoki Higashida passa em seus livros e textos é: não ser capaz de falar não significa não ter nada a dizer.


O ato de pular - inspiração de nome para seu bestseller - é uma de suas estereotipias e ele descreve isso da seguinte forma: “Quando estou pulando, posso sentir melhor as partes do meu corpo — as pernas saltando, as mãos batendo —, e isso me faz muito, muito bem.”


Naoki foi diagnosticado com autismo aos 5 anos de idade, quando passou a frequentar escolas para estudantes com necessidades especiais. Isso porque a ele não foi permitido o acesso a uma escola pública regular.


Com a ajuda de uma professora e da mãe, aprendeu a soletrar palavras usando uma prancha de alfabeto composta pelos 40 caracteres básicos do “hiragana” japonês. Em entrevista à revista Time em 2014, ele contou que aponta para as letras, que são vocalizadas quando tocadas. “Também posso digitar em um teclado de computador, mas fico travado ou obcecado por certas letras. (…) Mesmo que uma pessoa com autismo grave aprenda a usar um computador, isso não significa que ela será capaz de expressar por escrito todas as emoções que foi incapaz de verbalizar. Expressar o que está dentro do coração e da mente do meu eu autista sempre será problemático, eu acho.”


Sobre o seu autismo e a relação com os pais, ele afirma: “Não acho meu autismo uma desgraça. Você pode estar preso, seu sofrimento pode continuar, mas o tempo passa. O que seu filho precisa agora é ver seu sorriso” e ainda acrescenta “Crie muitas lembranças felizes juntos. Quando sabemos que somos amados, a coragem de que precisamos para resistir à depressão e à tristeza brota de dentro de nós.”


Fall Down Seven Times, Get Up Eight: A Young Man’s Voice From the Silence of Autism (em tradução livre para o português, significa Cair Sete Vezes, Levantar Oito: a Voz de um Jovem sobre o Silêncio do Autismo) é seu segundo livro traduzido para o Inglês, publicado quando o jovem tinha 21 anos.


Atualmente com 29 anos, Naoki conta com uma coleção que passa de 20 títulos, entre textos de ficção, não-ficção, ensaios, poesias e escritos autobiográficos.


________________________________________________________________________

Fontes utilizadas para a construção deste artigo:

1. Autismo e Realidade: Naoki Higashida: um autista não verbal conta sua história

2. IMDB: The Reason I Jump

3. The Guardian: The Reason I Jump: behind a groundbreaking film on autism


50 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Síndrome de Asperger surgiu devido ao psiquiatra e pesquisador austríaco Hans Asperger, sua história possui algumas vertentes pelo fato da sua descoberta ter sido feita com estudos no período nazist