Temple Grandin quer que pensemos diferente sobre crianças que pensam diferente

“A autora, cientista e professora da Colorado State University é tão responsável quanto qualquer outra pessoa por ampliar nossa compreensão do autismo, por meio de suas incansáveis ​​palestras e dos muitos livros que escreveu sobre o assunto”.


Neste momento, aos 74 anos, uma das grandes coisas com que me importo é que quero ver as crianças que pensam diferente tendo carreiras de sucesso, vidas de sucesso. Estou vendo muitos pais que superprotegem seus filhos. Eles têm um garoto de 16 anos que pode estar indo bem na escola, mas ele nunca foi às compras. Você tem que fazê-los sair fazendo coisas. Isso é uma coisa que eu me importo.



Pergunta: No perfil de Oliver Sacks sobre você na New Yorker, fica evidente que sua busca por sentido na vida foi motivada pela ansiedade e pelo medo. Por que essas emoções?


"Acredito que consegui simplificar: o sentido da vida é se algo que você fez, fez algo melhor a partir disso. Por exemplo, recebo um e-mail de um pai: “Muito obrigado. Meu filho está empregado agora, porque li um dos seus livros.” Isso é um pedacinho do sentido da vida ali mesmo. Isso é algo que eu fiz. Eu também acho que, tendo passado tantos anos em construção comercial pesada, é sobre terminar um projeto e fazê-lo funcionar. Eu adoto a mesma abordagem para trabalhar com algumas dessas crianças autistas. Se um garoto autista inteligente acaba incapacitado por jogar videogame o dia todo, esse é um projeto fracassado em comparação com, digamos, o fato de que ele poderia aprender um ofício especializado e se tornar dono de uma oficina de fabricação de metal."


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

A Síndrome de Asperger surgiu devido ao psiquiatra e pesquisador austríaco Hans Asperger, sua história possui algumas vertentes pelo fato da sua descoberta ter sido feita com estudos no período nazist